sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Memória que não se esquece ...

Nunca mais me irei esquecer do que senti naquele dia... Com apenas 14 anos de idade vivi aquilo que mais me fez sofrer até hoje! São coisas que nós humanos não temos o poder de controlar nem de prever...simplesmente acontecem!
Nunca mais me esqueço do cheiro que senti naquele dia, do silêncio "incomodativo", das palavras que eram ditas numa tentativa de tornar mais fácil aquilo que nos destruía por dentro... Nunca mais me esqueço da minha incapacidade de comer, do meu choro contínuo, da forma como me fora dada a notícia e como a minha esperança morrera de um momento para o outro tal como Ele. Nunca mais me esqueço daquele odor de cemitério, das horas passadas ao lado dele na esperança"absurda" de ver aqueles olhos abrirem outra vez, do silêncio permanente que era interrompido pelo som do sofrimento que todas as pessoas sentiram e viveram naqueles dois dias...
Foi duro, foi mau, foi inesquecível pelos piores motivos! No entanto, fez-me perceber que a nossa existência na Terra é tudo menos uma certeza e quando damos por isso vemos a vida a passar à nossa frente, vemos as pessoas de quem gostamos a "deixarem de existir" e quando despertamos para esta realidade já não há a oportunidade do último beijinho, da última palavra, da ultima brincadeira...


Em tua memória Tio Nelo. Jamais te esquecerei*

4 comentários:

Ni disse...

Lamento muito!
Mas nada melhor do que sorrires por ele para o homenagear!

:)

CidaliaM disse...

Infelizmente, conheço cada palavra, sentida como a descreveste... Bjinho

Ana C. disse...

estas são as situações que pessoas como eu não sabem bem o que dizer !

Mas a Ni disse tudo, isso amor que eu sei que tens aí dentro por ele também é a melhor forma de o homenagear :')

Só te quero ver sorrir e acredito que ele por gostar de ti, também :')**

Marijuana disse...

Estou a passar, e sim custa muito. :/
A espera mata-me...
<3