quinta-feira, 14 de julho de 2011

De volta por umas horas...


Hoje voltei à querida cidade de Vila Real. É estranho ir em "passeio" e não ficar lá, ir e não ficar. A viagem de autocarro cada vez me custa mais, talvez por já não estar habituada, por já não passar pelo ritual semanal de ida e volta para casa. O Marão estava muito mais bonito há três anos atrás, muito mais verde, mais natural, mais puro. Hoje é só máquinas, mão-de-obra, pedras, e acessos ainda mais complicados. O prazer de olhar pela janela já não é o mesmo, porque perdeu aquilo que era genuíno e natural. Ainda assim, será sempre um sítio especial, mesmo com todas as modificações que possam existir, porque aquilo que marca marca, mesmo que mude, mesmo que deixe de ser "nosso". Algum dia já foi "nosso", algum dia já foi puro para nós, e é exactamente isso que marca de verdade a vida de uma pessoa.