segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Porque hoje preciso


Hoje preciso de escrever, de falar...sobre ti, sobre mim, sobre nós! Eu, que estive em risco de te perder, tu que sentiste tanto a minha falta, nós que precisamos tanto um do outro. Para quê ir contra aquilo que se sente, que se quer, que se deseja? Passamos um dia a ir contra aquilo que para nós é o mais certo e nos faz bem. A teimosia fez-nos sofrer, as incertezas tomaram conta de ti e o medo tomou conta de mim. Mas, no fundo, valeu apena meu amor...Valeu apena sentir o arrepio quando li a tua mensagem, valeu apena ouvir e sentir o que ia dentro de ti, valeu apena o reencontro, o beijo e o abraço, valeu apena porque tu vales apena e eu também...Nós valemos apena e por isso não desistimos nem do que sentimos nem do que queremos, muito menos do que construímos.
A força do teu abraço naquele dia foi inconfundivel e o carinho do teu beijo ficou marcado em mim...

És meu, ficarás em mim sempre, independentemente do rumo da nossa história.
Tu estarás sempre comigo e tu levar-me-ás sempre contigo.
Obrigada por tudo o que me fizeste guardar dentro de mim
e por tudo o que ensinaste. Eu amo-te! Guardo em mim a certeza que me terás sempre contigo,
porque tudo o que é verdadeiro é eterno!